Potencial do cultivo de videiras destinadas a elaboração de suco de uva em Lages, Planalto Sul de Santa Catarina

Palavras-chave: Vitis Labrusca, suco de uva, Isabel Precoce, Concord.

Resumo

A região de Lages, Santa Catarina, possui grande potencial para o cultivo de espécies frutíferas de clima temperado e nesse contexto o cultivo de uvas para processamento surgem como alternativa viável para geração de renda e emprego na região, atendendo uma demanda existente no estado de Santa Catarina. Diante disto, tem-se como objetivo deste trabalho, avaliar o potencial produtivo e qualitativo de três variedades de uvas para processamento cultivadas em Lages, Planalto Sul de Santa Catarina, Brasil. O presente estudo foi realizado em um vinhedo experimental localizado no munícipio de Lages, durante as safras 2015/2016 e 2016/2017. Foram avaliadas plantas de Vitis labrusca, variedades Bordô, Concord e Isabel Precoce. Avaliou-se: fenologia, desempenho produtivo, arquitetura de cacho e maturação tecnológica. Apesar de possuir adequada maturação tecnológica, a variedade Bordô apresentou baixa produtividade, sendo esta, a variedade avaliada de maior precocidade para brotação, floração e verásion, no entanto, na mesma data de colheita, a variedade Isabel Precoce apresenta maior acumulo de sólidos solúveis, além de destacar-se pela maior produtividade e bom índice de fertilidade. A maior compactação de cachos foi observada nas variedades Isabel Precoce e Concord, enquanto as demais variáveis de arquitetura de cacho apresentaram valores distintos entre as safras avaliadas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ABE, T. L.; MOTA, R.V.; LAJOLO, F.M.; GENOVESE, M.I. Compostos fenólicos e capacidade antioxidante de cultivares de uvas Vitis labrusca e Vitis vinifera L. Ciência Tecnologia Alimentos, Campinas, v. 27, p.394-400, 2007.

ALLEBRANDT, R.; WURZ, D.A.; CANOSSA, A.T.; BEM, B.P.; BONIN, B.F.; RUFATO, L. Suscetibilidade de videiras destinadas à elaboração de suco de uva à antracnose (Elsinoe ampelina) e míldio (Plasmopora viticola) em Lages/SC. Revista da Jornada da Pós-Graduação, Pesquisa Congrega Urcamp, Bagé, v. 14, n. 1, p. 2596-2606, 2007.

BAILLOD, M.; BAGGIOLINI, M. Les stades repères de La vigne. Revue Suisse de Viticulture Arboriculture Horticulture, v.25, n.1, p.7-9, 1993.

BONIN, B.F.; WURZ, D.A.; ALLEBRANDT, R.; REINEHR, J.; FAGHERAZZI, M.M.; KRETZSCHMAR, A.A. Avaliação de três variedades de Kiwi com potencial de cultivo no município de Lages – Santa Catarina. Revista da Jornada da Pós-Graduação, Pesquisa Congrega Urcamp, Bagé, v. 14, n. 1, p. 804-811.

BRASIL, Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância Sanitária. Instrução Normativa Nº 14, de 08 de fevereiro de 2018. Complementação dos padrões de identidade e qualidade do vinho e dos derivados da uva e do vinho. Diário Oficial da União. Brasília, 09 de março de 2018, Seção 1, p. 4-6, 2018.

BRIGHENTI, A.F.; ALLEBRADNT, R.; MUNHOZ, B.; MATOS, D.P.; REGINA, M.A.; SILVA, A.L. Qualification of Bordô grape clones in Vale do Rio do Peixe, in the state of Santa Catarina, Brazil. Pesquisa Agropecuária Brasileira, Brasília, v. 53, n. 7, p.800-808, 2018.

CASTILHOS, M.B.M. DE; MAIA, J.D.G.; GÓMEZ-ALONSO, S.; DEL BIANCHI, V.L.; HERMOSÍN GUTIÉRREZ, I. Sensory acceptance drivers of pre-fermentation dehydration and submerged cap red wines produced from Vitis labrusca hybrid grapes. LWT - Food Science and Technology, v.69, p.82-90, 2016.

CHIARIOTTI, F.; GUERIOS, I.T.; CUQUEL, F.L.; BIASI, L.A. Melhoria da qualidade de uva ‘Bordô’ para produção de vinho e suco de uva. Revista Brasileira de Fruticultura, Jaboticabal, Volume Especial, E., p. 618-624, 2011.

CHIAROTTI, F.; MORGOTI, G.; FOWLER, J.G.; CUQUEL, F.L.; BIASI, L.A. Caracterização fenológica, exigência térmica e maturação da uva ‘Bordô’ em Bocaiúva do Sul, PR. Revista Brasileira de Ciências Agrárias, v. 9, n. 3, p. 338-342, 2014.

EVERS, D.; MOLITOR, D.; ROTHMEIER, M.; BEHR, M.; FISCHER, S.; HOFFMANN, L. Efficiency of different strategies for the control of grey mold on grapes including gibberellic acid (GIBB3), leaf removal and/or botrycide treatments. Journal International des Sciences de la Vigne et du Vin. v. 44, n. 3, p. 151-159, 2010.

MALGARIM, B.M.; AFINOVICZ, A.P.; EULETERICO, M.D.; PIERIN, F.F.; DIAS, J.S.; SOZIM, M. Diferentes tipos de poda na produção da videira cv ‘Bordô’. Semina: Ciências Agrárias, Londrina, v. 30, suplemento 1, p. 1203-1206, 2009.

MELLO, L.M.R. Vitivinicultura Brasileira: panorama 2012. Bento Gonçalves: Embrapa Uva e Vinho, 2013.

MELLO, L.M.R. Panorama da Produção de uvas e vinhos no Brasil. Campo & Negócio, p.54-56, 2017.

MELLO, L.M.R.; MACHADO, C.A.E. Dados da Viticultura (2018). Disponível em: http://vitibrasil.cnpuv.embrapa.br, acesso em 08 de novembro de 2018.

MIOTTO, L.C.V.; MOTA, R.V. DA; SOUZA, C.R. DE; FRANÇA, D.V.C.; DIAS, F.A.N.; PIMENTEL, R. M. DE A.; DAL’OSTO, M.C.; REGINA, M.A. Agronomic evaluation of 'Bordô' grapevine (Ives) clones. Scientia Agricola, v.71, p.458-463, 2014.

OIV. Recueil des méthodes internationales d’analyse des vins et des moûts. Office international de la vigne et du vin. Paris, 368 p., 2009.

ORLANDO, T.G.S.; REGINA, M.A.; SOARES, A.M.; CHALFUN, N.N.J.; SOUZA, C.M.; FREITAS, G. F.; TOYOTA, M. Caracterização agronômica de cultivares de videira (Vitis labrusca L.) em diferentes sistemas de condução. Ciência e Agrotecnologia, edição especial, p. 1460-1465, 2003.

PEEL, M.C.; FINLAYSON, B.L.; MCMAHON, T.A. Updated world map of the Koppen-Geiger climate classification. Hydrology Earth System Science, v. 11, p. 1633–1644, 2007.

RITSCHEL, P.S.; MAIA, J.D.G.; CAMARGO, U.A. Cultivares Uva para processamento. Embrapa Uva e Vinho: Bento Gonçalves, 30 p., 2011.

SATO, A.J.; SILVA, B.J. DA; BERTOLUCCI, R.; CARIELO, M.; GUIRAUD, M. C.; FONSECA, I.C.B.; ROBERTO, S.R. Evolução da maturação e características fisico-químicas de uvas da cultivar Isabel sobre diferentes porta-enxertos na Região Norte do Paraná. Semina: Ciências Agrárias, Londrina, v.30, n.1, p.11-20, 2009.

SHRIKHANDE, A.J. Wine by-products with health benefits. Food Research International, v. 33, p.469-74, 2000.

SHUKLITT-HALE, B.; CAREY, A.B.S; SIMON, L.B.A.; MARK, D.A.; JOSEPH, J.A. Effects of Concord grape juice on cognitive and motor deficits in aging. Nutrition, v. 22, p. 295-302, 2006.

SÍNTESE ANUAL DA AGRICULTURA DE SANTA CATARINA 2017-2018. Disponível em http://webdoc.epagri.sc.gov.br/sintese.pdf>, acesso em 08 de novembro de 2019.

SOLOS do Estado de Santa Catarina. Rio de Janeiro: Embrapa Solos, 2004. 726p. (Embrapa Solos. Boletim de pesquisa e desenvolvimento, 46).

TELLO, J.; IBÁÑEZ, J. Evaluation of indexes for the quantitative and objective estimation of grapevine bunch compactness. Vitis, Siebeldingen, v. 53, n. 1, p. 9–16, 2014.

TOALDO, I.M.; FOGOLARI, O.; PIMENTEL, G.C.; GOIS, J.S. DE; BORGES, D.L.G.; CALIARI, V.; BORDIGNON-LUIZ, M. T. Effect of grape seeds on the polyphenol bioactive content and elemental composition by ICP-MS of grape juices from Vitis labrusca L. LWT – Food Science and Technology, n. 53, p. 1-8, 2013.

TOALDO, I.M.; CRUZ, F.A.; ALVES, T.L.; GOIS, J.S. DE; BORGES, D.L.G.; CUNHA, H.P.; SILVA, E. L. DA; BORDIGNON-LUIZ, M.T. Bioactive potential of Vitis labrusca L. grape juices from the Southern Region of Brazil: Phenolic and elemental composition and effect on lipid peroxidation in healthy subjects. Food Chemistry, n. 173, p. 527–535, 2015.

VALDÉS-GÓMEZ, H.; FERMAUD, M.; ROUDET, J.; CALONNEC, A.; GARY, C. Grey mould incidence is reduced on grapevines with lower vegetative and reproductive growth. Crop Protection. v. 27, n. 8, p. 1174-1186, 2008.

WURZ, D.A.; BEM, B.P.; ALLEBRANDT, R.; CANOSSA, A.T.; REINHER, J.; KRETZSCHMAR, A.A.; RUFATO, L. Panorama da comercialização de suco de uva no Brasil. Revista Agronomia Brasileira, Jaboticabal, v. 1, n. 1, p. 1-3, 2017.

Publicado
2020-10-23
Como Citar
Würz, D. A., Marcon Filho, J. L., Canossa, A. T., Reinehr, J., Rufato, L., Allebrandt, R., De Bem, B. P., & Brighenti, A. F. (2020). Potencial do cultivo de videiras destinadas a elaboração de suco de uva em Lages, Planalto Sul de Santa Catarina. Revista Eletrônica Científica Da UERGS , 6(3), 176-183. https://doi.org/10.21674/2448-0479.63.176-183
Seção
ARTIGOS INÉDITOS