Temperatura e tempo de frio para a superação da dormência de gemas de videiras ‘Chardonnay’, ‘Merlot’ e ‘Cabernet Sauvignon’

Palavras-chave: Brotação. Endodormência. Horas de frio. Vitis vinifera.

Resumo

A videira apresenta um período de dormência no outono/inverno, superado pelo acúmulo de horas de frio (HF) ≤7,2ºC, temperatura genérica para frutíferas temperadas. Este trabalho objetivou avaliar a eficiência de diferentes temperaturas e tempos de frio para a superação da dormência de gemas de videiras. Estacas de videiras ‘Chardonnay’, ‘Merlot’ e ‘Cabernet Sauvignon’ foram coletadas em vinhedos localizados em Veranópolis-RS, em junho/2016, após 300 horas de frio (HF≤7,2°C) a campo. Os ramos, processados em estacas de nós-isolados, foram submetidos em câmaras incubadoras a três intensidades de frio  (7,2, 10 e 13°C) e seis tempos de exposição (300, 396, 492, 588, 684 e 780 HF - considerando o somatório do frio acumulado a campo e o frio imposto em condições controladas). Ao final de cada tempo de frio, uma parcela das estacas foi transferida para 25ºC para indução e avaliação da brotação das gemas. Os dados de brotação foram analisados quanto aos parâmetros de brotação máxima, precocidade e uniformidade. As cultivares apresentaram diferenças na necessidade de frio e na efetividade das temperaturas de frio para a superação da dormência. A ‘Chardonnay’ necessitou até 300 HF para a superação da dormência, independente da temperatura testada; a ‘Merlot’ necessitou até 396 HF a 7,2ºC e a 10ºC e até 492 HF a 13ºC; e o ‘Cabernet Sauvignon’ necessitou até 492 HF a 7,2ºC, até 588 HF a 10ºC e até 684 HF a 13ºC. A precocidade e uniformidade de brotação das gemas foi maior após suprido o frio na dormência para cada cultivar.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rafael Anzanello, Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (SEAPDR)
Mariane Castanho de Christo, Universidade de Caxias do Sul (UCS)

Referências

ALBUQUERQUE, Igor. et al. Dormancy studies in apple trees cultivars grown under mild climate. Journal of Experimental Agriculture International, New Delhi, v. 18, n. 3, p. 1-6, 2017.

ALLDERMANN, Laura A.; STEYN, Wiehann J.; COOK, Nigel E. Growth regulator manipulation of apple bud dormancy progressions under conditions of inadequate winter chilling. South African Journal of Plant and Soil, Pretoria, v. 28, n. 2, p. 103-109, 2011.

ALVAREZ, Hector Camargo. et al. Time-to-event analysis to evaluate dormancy status of single-bud cuttings: an example for grapevines. Plant Methods, Melbourne, v. 94, n. 14, p. 1-13, 2018.

ANZANELLO, Rafael; LAMPUGNANI, Cristian Scalvi. Necessidade de frio no período da dormência em pessegueiros. Scientia Rural, Ponta Grossa, v. 19, n. 1, p. 1-8, 2019.

ANZANELLO, Rafael. Evolution of the grapevine bud dormancy under different thermal regimes. Semina. Ciências Agrárias, Curitiba, v. 40, n. 6, p. 3419-3428, 2019.

ANZANELLO, Rafael; FIALHO, Flávio Bello; SANTOS, Henrique Pessoa. Chilling requirements and dormancy evolution in grapevine buds. Ciência e Agrotecnologia, Lavras, v. 42, n. 4, p. 364-371, 2018.

ANZANELLO, Rafael. et al. Métodos biológicos para avaliar a brotação de gemas em macieira para modelagem da dormência. Semina: Ciências Agrárias, Curitiba, v. 35, n. 3, p. 1163-1176, 2014.

ANZANELLO, Rafael. Fisiologia e modelagem da dormência de gemas em macieira. 2012. Tese (Doutorado) – Programa de Pós-Graduação em Fitotecnia, UFRGS, Porto Alegre, 2012.

ANZANELLO, Rafael. et al. Temperatura e tempo de frio para indução e superação de dormência em gemas de macieira. In: XXI Congresso Brasileiro de Fruticultura, 1., 2010, Natal. Anais […]. Natal: Sociedade Brasileira de Fruticultura, 2010. 4p.

ATKINSON, Christopher J.; BRENNAN, Rex M.; JONES, Helen G. Declining chilling and its impact on temperate perennial crops. Environmental and Experimental Botany, Oxford, v. 91, n. 1, p. 48- 62, 2013.

BEAUVIEUX, Rémi. WENDEN, Bénédicte; DIRLEWANGER, Elisabeth. Bud Dormancy in Perennial Fruit Tree Species: A Pivotal Role for Oxidative Cues. Frontiers in Plant Science, Lausanne, v. 9, n. 1, p. 1-13, 2018.

CAMPOY, José Antonio. et al. High temperatures and time to budbreak in low chill apricot ‘Palsteyn’. Towards a better understanding of chill and heat requeriments fulfillment. Scientia Horticulturae, Amsterdam, v. 129, n. 4, p. 649-655, 2011.

CARVALHO, Rui I.N. et al. Estádios de brotação de gemas de fruteiras de clima temperado para o teste biológico de avaliação de dormência. Revista Acadêmica de Ciências Agrárias e Ambientais, Curitiba, v. 8, n. 1, p. 93-100, 2010.

CHAVARRIA, Geraldo. et al. Mild temperatures on bud breaking dormancy in peaches. Ciência Rural, Santa Maria, v. 39, n. 7, p. 2016-2021. 2009.

CONSIDINE, Michael J. On the language and physiology of dormancy and quiescence in plants. Journal of Experimental Botany, Oxford, v. 67, n. 11, p. 3189–3203, 2016.

FADÓN, Erica et al. Chilling and heat requirements of temperate stone fruit trees (Prunus sp.). Agronomy, Basel, v.10, n.3, p.1-32, 2020.

FAUST, Miklos et al. Bud dormancy in perennial fruit trees: physiology basis for dormancy induction, maintenance, and release. HortScience, Alexandria, v. 32, n. 4, p. 623-629,1997.

FELIPPETO, João et al. Modelos de previsão de brotação para a cultivar de videira Cabernet Sauvignon Na Serra Gaúcha. Agropecuária Catarinense, Florianópolis, v. 26, n. 1, p. 85-91, 2013.

GIOVANINNI, Eduardo. Produção de uvas para vinhos, suco e mesa. 3.ed. Porto Alegre: Editora Renascença, 2008.

GUO, Liang et al. Chilling and heat requirements for flowering in temperate fruit trees. International Journal of Biometeorology, Lisse, v. 58, n. 6, p.1195-1206, 2014.

HAWERROTH, Fernando José. et al. Evaluation of winter temperatures on apple budbreak using grafted twigs. Revista Brasileira de Fruticultura, Jaboticabal, v. 35, n. 3, p. 713-721, 2013.

HERTER, Flávio Gilberto. et al. Efeito do frio na brotacão de gemas de pereira (Pyrus communis l.) cv. Carrick, em Pelotas, RS. Revista Brasileira de Fruticultura, Jaboticabal, v. 23, n. 2, p. 261-264, 2001.

LORET, Alba; BADENES, María Luisa; RÍOS, Gabino. Modulation of dormancy and growth responses in reproductive buds of temperate trees, Frontiers in Plant Science, Lausanne, v. 9, n. 13, p. 1368-1375, 2018.

LUEDELING, Eike; KUNZ, Achim; BLANKE, Michael M. Identification of chilling and heat requirements of cherry trees - a statistical approach. International Journal of Biometeorology, Heidelberg, v. 57, n. 1, p. 679–689, 2013.

MANDELLI, Francisco. et al. Fenologia da videira da na Serra Gaúcha. Pesquisa Agropecuária Gaúcha, Porto Alegre, v. 9, n. 1-2, p. 129-144, 2003.

MELKE, Abayneh. The physiology of chilling temperature requirements for dormancy release and bud-break in temperate fruit trees grown at mild winter tropical climate. Journal of Plant Studies, Washington, v. 4, n. 2, p. 110-156, 2015.

OKIE, William R.; BLACKBURN, Bryan. Increasing chilling reduces heat requirement for floral budbreak in peach. HortScience, Alexandria, v. 46, n. 2, p. 245–252, 2011.

PETRI, José Luiz. et al. Reguladores de crescimento para frutíferas de clima temperado. 1.ed. Florianópolis: Epagri, 2016.

PETRI, José Luiz; PALLADINI, Luís Antônio; POLA, Augusto Carlos. Dormência e indução à brotação em macieira. In: EPAGRI. A cultura da macieira. Florianópolis, 2006. p.261-297.

PUTTI, Gilberto Luiz; PETRI, José Luiz; MENDEZ, Marta Elena. Temperaturas efetivas para a dormência da macieira (Malus domestica Borkh.). Revista Brasileira de Fruticultura, Jaboticabal, v. 25, n. 2, p. 210-212. 2003.

RICHARDSON, Eric A; SEELEY, Schuyler D.; WALKER, David R. A model for estimating the completion of rest for 'Redhaven' and 'Elberta' peach trees. HortScience, Alexandria, v. 9, n. 4, p. 331-332, 1974.

RUBIO, Sebastian Gerardo. et al. Relationship between endo dormancy and cold hardiness in grapevine buds. Journal Plant Growth Regulation, New York, v. 35, n. 1, p. 266–275, 2016.

RUIZ, David. et al. Chilling and heat requirements of Japanese plum cultivars for flowering. Scientia Horticculturae, Amsterdan, v. 242, n. 1, p. 164-169, 2018.

SAS. SAS Software. Version 9.1. Cary, North Carolina: SAS Institute Inc., 1999.

SHALTOUT, Assem D.; UNRATH, Richard R. Rest completion prediction model for 'Starkrimson Delicious' apples. Journal of the American Society for Horticultural Science, Mount Vernon, v. 108, n. 6, p. 957-961, 1983.

WEINBERGER, John H. Chilling requirements of peach varieties. Proceedings of the American Society for Horticultural Science, Geneva, v. 56, n. 1, p. 122-128, 1950.

ZHUANG, Weibing. et al. Determination of chilling and heat requirements of 69 Japanese apricot cultivars. European Journal of Agronomy, v. 74, n. 1, p. 68-74, 2016.

Publicado
2020-11-10
Como Citar
Anzanello, R., & Christo, M. C. de. (2020). Temperatura e tempo de frio para a superação da dormência de gemas de videiras ‘Chardonnay’, ‘Merlot’ e ‘Cabernet Sauvignon’. Revista Eletrônica Científica Da UERGS , 6(3), 207-215. https://doi.org/10.21674/2448-0479.63.207-215
Seção
ARTIGOS INÉDITOS