Pulverização pneumática eletrostática com tratamentos fúngicos alternativos no manejo de videira comum em Laranjeiras do Sul/PR

  • Tiago Jose Reis STAWNICZYI Universidade Federal da Fronteira Sul
  • Cláudia Simone Madruga LIMA Universidade Federal da Fronteira Sul
Palavras-chave: Indução, carga, Melia Azedarach L, calda, bordalesa

Resumo

A viticultura é tradicional em diversas regiões brasileiras, mas existem fatores que podem ser limitantes em sua produtividade, como por exemplo, os fungos patogênicos. Para controle é utilizado fungicidas no sistema convencional, que podem causar danos à saúde humana e meio ambiente. Como método alternativo pode-se utilizar extratos ou caldas naturais, tendo como exemplo, o extrato de cinamomo e a calda bordalesa. O sistema de pulverização eletrostática é outra alternativa, pois com emprego desta tecnologia nas aplicações de produtos se aumenta a eficiência da aplicação dos tratamentos nas plantas. Dessa forma, objetivou-se com este trabalho verificar a eficiência da pulverização eletrostática com tratamentos fúngicos alternativos na videira comum em Laranjeiras do Sul/PR. Foram realizadas pulverizações de calda a base de extrato aquoso de cinamomo e calda bordalesa em plantas de ‘Niágara Branca’, ‘Niágara Rosada’ e ‘Bordô’, as pulverizações foram com presença e ausência de carga. As variáveis avaliadas foram: a deposição nas plantas das caldas (%) aplicadas através de escala própria e volume de calda (mL) utilizado para cada tratamento nas diferentes cultivares. Para as cultivares Niágara Branca e Niágara Rosada, a calda comercial de Cuprofix® apresentou maior volume de calda gasto para realizar a aplicação em relação a testemunha, ambas não diferiram do extrato de cinamomo. Quanto ao fator presença e ausência de carga, a cultivar Niágara Branca com o sistema de indução ligado resultou em menor volume de calda utilizado. A pulverização eletrostática promoveu menor volume de calda para aplicação de produto, e os diferentes tratamentos fungicidas influenciam no volume de calda aplicado nas plantas.

Referências

ANDREAZZA, R. et al. Biorremediação de áreas contaminadas com cobre. Revista de Ciências Agrárias, v. 36, p. 127-136, 2013.

CHAIM, A.; WADT, L. G. Pulverização eletrostática: a revolução na aplicação de agrotóxicos. Notícias: produção vegetal, 01 abril 2015. Disponível em: <https://www.embrapa.br/busca-de-noticias/-/noticia/2615385/artigo-pulverizacao-letrostatica-a-revolucao-na-aplicacao-de-agrotoxicos>. Acesso em: 29 de março 2016.

CUNHA, J. P. A.; CARVALHO, W. P. Distribuição volumétrica de aplicações aéreas de agrotóxicos utilizando adjuvantes. Engenharia na Agricultura, v.13, n.2, 130-135, 2005.

FARIA, D. et al. Cenários e perspectivas das principais culturas do Rio Grande do Sul em processos de biorrefinaria. Revista Eletrônica Científica Uergs, v.2, n.3, p.291–306, 2016.

MAGNO JÚNIOR, R. G. et al. Desenvolvimento de um dispositivo eletrônico para atração de gotas da aplicação eletrostática em plantas cítricas. Bio Science Journal, v. 27, n. 5, p. 798-804, 2011.

NAVES, R. L.; et al. Sistema de Produção de Uva de Mesa no Norte do Paraná. Embrapa Uva e Vinho. Sistema de Produção, 2005.

PERUCH, L. A. et al. Biomassa cítrica, extrato de algas, calda bordalesa e fosfitos no controle do míldio da videira, cv. Niágara Branca. Revista de Ciências Agroveterinárias, v.6, n.2, p. 143-148, 2007.

RODRIGUES, A. A. et al. Efeito dos extratos vegetais de cinamomo e mamona no controle in vitro de asperisporiumcaricae. Anais... XIV Encontro latino americano de iniciação científica e x encontro latino americano de pós-graduação, 2010.

SASAKI, R. S. et al. Adjuvantes nas propriedades físicas da calda, espectro e eficiência de eletrificação das gotas utilizando a pulverização eletrostática. Ciência Rural, v. 45, n. 2, p.274-279, 2015.

SASAKI, R. S. et al. Deposição e uniformidade de distribuição da calda de aplicação em plantas de café utilizando a pulverização eletrostática. Ciência Rural, v.43, n.9, p. 1605-1609, 2013.

SERRA, M.; et al. Pontas de pulverização e eletrificação das gotas na deposição da calda em plantas de crisântemo. Pesquisa agropecuária brasileira, p.479-485, 2008.

SILVA, M. M. Avaliação do controle alternativo da antracnose na videira com o uso de extratos vegetais. Dissertação (Mestrado) Universidade Federal de Santa Catarina, 2014.

SILVA, C. M. Controle alternativo do míldio e da antracnose da videira com extrato de cinamomo (Meliaazedarach L.). Dissertação (Mestrado) Universidade estadual do Centro-Oeste, 2011.

SOUZA, L. A.; et al. Deposição do herbicida 2,4-D Amina com diferentes volumes e pontas de pulverização em plantas infestantes. Revista Ciência Agronômica, v. 43, n. 1, p. 78-85, 2012.

VIEIRA, A. C.; WATANABE, M.; BRUCH, K. L. Perspectivas de desenvolvimento da vitivinicultura em face do reconhecimento da indicação de procedência vales da uva ‘goethe’. Revista GEINTEC, v. 2, p.327-343, 2012.

Publicado
2018-10-23
Como Citar
STAWNICZYI, T. J. R., & LIMA, C. S. M. (2018). Pulverização pneumática eletrostática com tratamentos fúngicos alternativos no manejo de videira comum em Laranjeiras do Sul/PR. Revista Eletrônica Científica Da UERGS , 4(3), 470-477. https://doi.org/10.21674/2448-0479.43.470-477
Seção
Artigos