Ensaios de sistemas de controle clássicos com uso de recursos didáticos significativos

Palavras-chave: controle digital, sistemas dinâmicos, técnicas de controle, distúrbios, aplicação de controle

Resumo

O aprendizado em sistemas de controle clássico é uma dificuldade nos cursos de engenharia. Os recursos computacionais amenizam o fato de serem analisados e equacionados por técnicas abstratas. Mas o maior efeito de um controlador é sua resposta ao distúrbio, porém este não pode ser simulado digitalmente devido sua característica aleatória. O objetivo da oficina de controle é a proposta de um aprendizado sobre controle de sistemas dinâmicos, a partir de recursos didáticos, que evidenciem os fenômenos físicos que ocorrem durante o processo de controle de forma lúdica. A metodologia do projeto prevê a pesquisa de requisitos dos sistemas, modelagem, implementação física, oficina de experimentos em controle ressaltando o efeito dos distúrbios. São implementados dois sistemas dinâmicos: sistema de controle de posição angular e de controle de servo posicionamento. Nestes sistemas os alunos modelam matematicamente, implementam controladores digitais e experimentam os resultados aplicando distúrbios para analisar a eficácia do controlador desenvolvido. É possível perceber que há uma grande diferença na qualidade da aprendizagem, quando esta acontece a partir de recursos didáticos significativos. As dificuldades no entendimento das teorias são minimizadas pela atração que os modelos físicos provocam. Os conceitos partem de uma abstração, o que requer maior esforço para compreender. É neste ponto que os recursos didáticos auxiliam na aprendizagem, trazendo os efeitos da abstração para realidade, permitindo correlação entre teoria e prática, proporcionando maior motivação por parte do aluno.

Biografia do Autor

João Alvarez PEIXOTO, Universidade Estadual do Rio Grande do Sul

Professor Adjunto da Universidade Estadual do Rio Grande do Sul, Região 1, Unidade Porto Alegre. Doutor em Automação e Controle pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Mestrado em Controle e Automação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Engenheiro Eletricista pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos.

Bruno Luiz de PIZZOL, Universidade Estadual do Rio Grande do Sul

Graduando no curso Tecnólogo em Automação Industrial. Bolsista de iniciação científica em projeto envolvendo ensino, pesquisa e extensão.

Referências

AUSUBEL, David. Psicologia Educativa: um punto de vista cognoscitivo. México: Trilhas, 1978.

COSTA, F. J. Mensuração e desenvolvimento de escalas: aplicações em administração. Rio de Janeiro: Ciência Moderna, 2011.

DORF, Richard; BISHOP, Robert. Sistemas de Controle Modernos. 11. Ed. Rio de Janeiro: LCT, 2009. 724 p.

MONK, Simon; LASCHUK, Anatólio. Programação com Arduino: Começando com Sketches. 2. Ed. São Paulo: Bookman, 2017.

NATALE, F. Automação industrial. 3. ed. São Paulo: Érica, 2001. 256 p. ISBN: 8571947074. ISBN-13: 9788571947078.

OGATA, K. Engenharia de Controle Moderno. [s/l]:Prentice-Hall, 2003. Ed. 4.

PIZZOL, Bruno Luiz De; KLEIN, Vanessa Lopes; PEIXOTO, João Alvarez. Ensaios de sistemas de controle clássicos com uso de recursos didáticos significativos. In: Siepex - Cachoeira do Sul, 2018. Disponível em: https://www.doity.com.br/anais/8-siepex/trabalho/58224. Acesso em: 12/12/2018 às 13:25

VIGOTSKY, Lev Semenovitch. Pensamento e Linguagem. São Paulo: Martins fontes, 1998.

Publicado
2019-12-10
Como Citar
PEIXOTO, J. A., & PIZZOL, B. L. de. (2019). Ensaios de sistemas de controle clássicos com uso de recursos didáticos significativos. Revista Eletrônica Científica Da UERGS , 5(3), 229-235. https://doi.org/10.21674/2448-0479.53.229-235
Seção
ARTIGOS INÉDITOS