Produção e qualidade de frutos de genótipos de amoreira-preta

  • Leonardo Oliboni do AMARAL UDESC
  • Andrea de ROSSI EMBRAPA
  • Ana Maria Alves de Souza RIBEIRO Embrapa Uva e Vinho
  • Hingrid SERAFIM Embrapa Uva e Vinho
  • Lucas de Ross MARCHIORETTO Embrapa Uva e Vinho
Palavras-chave: Rubus. Melhoramento genético. Adaptação.

Resumo

Previamente ao lançamento de novas cultivares é importante a realização de estudos para observar o comportamento produtivo de plantas em cada condição edafoclimática. Este estudo teve como objetivo apresentar características de produção e qualidade físico-química de frutos de genótipos de amoreira-preta cultivados na região dos Campos de Cima da Serra do RS e indicar genótipos com potencial para serem lançados como cultivares ou seguirem no programa de melhoramento genético da cultura. O experimento foi conduzido em 2018, no município de Vacaria/RS, na Embrapa Uva e Vinho – Estação Experimental de Fruticultura de Clima Temperado. Foram avaliados os seguintes genótipos: Cultivares Tupy, Xingu e Xavante e seleções Black 112, Black 139, Black 145, Black 181, Black 198, Black 212, Black 216, Black 287 e Black 288. Foram analisadas as seguintes variáveis: Produção: Produção por planta, produção por hectare e número de frutos por planta. Pós-Colheita: Massa média, comprimento, diâmetro, relação comprimento/diâmetro dos frutos, sólidos solúveis, pH do suco e acidez total titulável. Observou-se que as seleções Black 145, Black 198 e Black 216, devido à elevada produção de frutos, têm potencial para serem lançadas como novas cultivares, superando a cv. Tupy e igualando a produção da cv. Xingu. Já as seleções Black 287, Black 288 e Black 212 possuem aptidão para consumo in natura, devido às características químicas dos frutos.

Publicado
2020-05-02
Como Citar
Oliboni do Amaral, L., De Rossi, A., Ribeiro, A. M. A. de S., Serafim, H., & de Ross Marchioretto, L. (2020). Produção e qualidade de frutos de genótipos de amoreira-preta. Revista Eletrônica Científica Da UERGS , 6(2), 126-131. https://doi.org/10.21674/2448-0479.62.126-131
Seção
X Seminário Brasileiro Pequenas Frutas