Ciência para menores elaboração de contos infantis como prática para uma aprendizagem significativa no ensino de ciências

Palavras-chave: Ausubel;, ensino-aprendizagem;, livreto;, mapas conceituais;, metodologia.

Resumo

Resumo

Práticas que visem a um ensino-aprendizagem mais dinâmico e significativo têm sido foco de interesse de pesquisas dentro da área de educação. Fazer com que os estudantes sejam mais participativos no processo de aprendizagem e ajudá-los a ter autonomia na busca por informações têm sido um desafio para os educadores. A teoria da Aprendizagem Significativa, proposta por Ausubel (1963), explica que novos conhecimentos são incorporados e melhor aprendidos quando relacionados a conhecimentos prévios já compreendidos pelo sujeito. Na educação, essa metodologia permite ressignificar e reorganizar ideias, criando novas conexões cognitivas. Dessa forma, o presente trabalho tem como objetivo apresentar uma prática de ensino-aprendizagem baseada na teoria da Aprendizagem Significativa por meio da elaboração de livretos de contos infantis. Uma turma do 1º ano do Ensino Médio foi escolhida para participar da prática que teve como ponto de partida a elaboração de Mapas Conceituais (organizadores prévios) e aplicação de um pré-questionário. Os estudantes foram orientados sobre onde e como fazer uma busca por informações pela internet, uma vez que esse meio de pesquisa é tão usado e importante, porém pouco explorado em sala de aula. A construção do livreto de contos sobre um tópico de Ciências da Natureza foi o produto final do trabalho. Após a atividade, foi realizada a aplicação de um pós-questionário para tornar viável uma análise mais adequada das possíveis aprendizagens dos estudantes. A comparação dos questionários e análise dos materiais produzidos mostraram ideias mais ricas, claras e interrelacionadas, corroborando a hipótese do estudo. O trabalho evidenciou uma ligação entre o múltiplo espaço da internet e a produção física de material (livreto), que se mostrou eficiente para a compreensão e síntese de conteúdos ligados as Ciências da Natureza.

Palavras-chave: Ausubel; ensino-aprendizagem; livreto; mapas conceituais; metodologia.

 

 

 

Abstract

Science for minors: writing children's booklets as a practice for Meaningful Learning in Science Education

Practices that aimed more dynamic and meaningful teaching-learning have been the focus of interest within the area of Education. Making students participatory in the learning process and helping them to have autonomy in the search for information has been a challenge for educators. The Theory of Meaningful Learning, proposed by Ausubel, brings that new knowledge are incorporated and better learned when related to previous knowledge already understood by the subject. In education, this methodology makes it possible to reframe and reorganize ideas, creating new cognitive connections. Thus, the present work aims to present a teaching-learning practice based on the Theory of Meaningful Learning through the development of children's booklet. A class from the 1st year of high school was chosen to participate in the practice that started with the elaboration of Concept Maps (previous organizers) and application of a Pre-questionnaire. The students were instructed on where and how to search for information on the internet, since this means of research is so used and important, but little worked in the classroom. The construction of the booklet of short stories on a topic in Natural Sciences was the final product of the work. After the activity, a Post-questionnaire was applied to make a more adequate analysis of the students' learnings. This study evidenced a connection between the multiple space on the internet and the physical production of material (booklet), which proved to be efficient for the understanding and synthesis of contents related to the Natural Sciences. The comparison of the questionnaires and analysis of the materials produced showed richer, clearer and more interrelated ideas, corroborating the study's hypothesis.

Keywords: Ausubel; booklet; concept maps; methodology; teaching-learning.

 

Resumen

Ciencia para menores: elaboración de cuentos para niños como práctica para un aprendizaje significativo en la enseñanza de las ciencias

Las prácticas dirigidas a una enseñanza y un aprendizaje más dinámicos y significativos han sido el foco de interés dentro del área de la educación. Hacer que los estudiantes sean participativos en el proceso de aprendizaje y ayudarlos a tener autonomía en la búsqueda de información ha sido un desafío para los educadores. La teoría del Aprendizaje Significativo, propuesta por Ausubel, trae consigo que se incorporen nuevos conocimientos y se aprendan mejor cuando se relacionan con conocimientos previos ya entendidos por el individuo. En educación, esta metodología permite afinar y reorganizar ideas, creando nuevas conexiones cognitivas. Así, el presente trabajo tiene como objetivo presentar una práctica de enseñanza-aprendizaje basada en la teoría del Aprendizaje Significativo a través de la elaboración de libros de cuentos infantiles. Se eligió una clase de 1º año de secundaria para participar de la práctica que se inició con la elaboración de Mapas Conceptuales (organizadores anteriores) y aplicación de un Pre-cuestionario. Se instruyó a los estudiantes sobre dónde y cómo buscar información en Internet, ya que este medio de investigación es tan utilizado e importante, pero poco trabajado en el aula. La construcción del libro de cuentos sobre un tema de Ciencias Naturales fue el producto final del trabajo. Tras la actividad, se aplicó un Post-cuestionario para viabilizar un análisis más adecuado del posible aprendizaje de los estudiantes. Este estudio evidenció una conexión entre el espacio múltiple en internet y la producción física de material (cuadernillo), que resultó ser eficiente para la comprensión y síntesis de contenidos relacionados con las Ciencias Naturales. La comparación de los cuestionarios y el análisis de los materiales producidos arrojaron ideas más ricas, claras e interrelacionadas, corroborando la hipótesis del estudio.

Palabras-clave: Ausubel; enseñanza-aprendizaje; libro; mapas conceptuales; metodología.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Débora Knauth, Universidade Estadual do Rio Grande do Sul (UERGS)

http://lattes.cnpq.br/2407424389589827

Antônio Luiz de Moraes, Universidade Estadual do Rio Grande do Sul (UERGS)

http://lattes.cnpq.br/4896427053226916

Referências

Referências

AGRA, G; FORMIGA, N. S.; OLIVEIRA, P. S.; COSTA, M. M. L.; FERNANDES, M. G. M.; NÓBREGA, M. M. L. Analysis of the concept of Meaningful Learning in light of the Ausubel’s Theory. Revista Brasileira de Enfermagem, Brasília, v. 72, n. 1, p. 248-255, jan./fev. 2019.

ALMEIDA, V. O.; MOREIRA, M. A. Mapas conceituais no auxílio na aprendizagem significativa de conceitos da óptica física. Revista Brasileira de Ensino de Física, v. 30, n. 4, p. 4403, 2008.

ASSELIN, M.; MOAYERI, M. Examining adolescent literacy practices: An exploration of research methods. Journal of Theory and Practice in Education, v. 2, n. 6, p. 191-210, 2010.

AUSUBEL, D. P. The psychology of meaningful verbal learning. New York: Grune and Stratton, 1963.

AUSUBEL, D. P.; NOVAK, J. D.; HANESIAN, J. Psicologia educacional. Rio de Janeiro: Interamericana, 1980.

BRASIL. Base Nacional Comum Curricular. Brasília: Ministério da Educação, 2018. Disponível em: <http://basenacionalcomum.mec.gov.br/images/BNCC_EI_EF_110518_versaofinal_site.pdf>. Acesso em: fev. 2020.

CAÑAS, A. J.; NOVAK, J. D. Re-examining the foundations for effective use of concept maps. In: Concept maps: Theory, methodology, technology. Proceedings of the second international conference on concept mapping. 2006. p. 247-255.

FILHA, R. T. S.; SILVA, A. M.; FREITAS, S. R. S. Uma alternativa didática às aulas tradicionais de ciências: aprendizagem colaborativa e modelização aplicadas ao ensino do sistema urinário. Cadernos de Educação, v.15, n. 31, jul./dez. 2016.

FRANCO, C.; ALVES, F.; BONAMINO, A. Qualidade do ensino fundamental: políticas, suas possibilidades, seus limites. Educação e Sociedade, Campinas, v. 28, n. 100, p. 989-1014, out. 2007.

FREIRE, P. Pedagogia da autonomia: Saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Editora Paz e Terra, 2009.

FREIRE, P. Pedagogia da indignação: Cartas pedagógicas e outros escritos. São Paulo: Editora Unesp, 2000.

FREIRE, P. Pedagogia do Oprimido. São Paulo: Editora Paz e Terra, 1968.

GARDNER, H. Frames of mind: The theory of multiple intelligences. New York: Basic Books, 1983.

HENRY, L. A. Searching for an answer: the critical role of new literacies while reading on the Internet. The reading teacher, v. 59, n. 7, p. 614-627, abr. 2006.

TODOS PELA EDUCAÇÃO. Anuário brasileiro da educação básica. Editora Moderna, 2019. Disponível em: < https://www.todospelaeducacao.org.br/_uploads/_posts/302.pdf >. Acesso em: fev. 2020.

MEDINA, N. O.; FILHO, P. J. F. Análise da Aprendizagem Significativa em Ambientes de Escrita Colaborativa Apoiada por Computador. Revista Brasileira de Informática na Educação, v. 15, n. 2, maio/ ago. 2007.

MOREIRA, M. A. Organizadores previos y aprendizaje significativo. Revista Chilena de Educación Científica, v. 7, n. 2, p. 23-30, 2008.

MOREIRA, M. A. Al final, qué es aprendizaje significativo? Revista Qurriculum, San Cristóbal de La Laguna, n. 25, p. 29-56, mar. 2012.

NEGUMO, E.; TALLES, L. F. O uso do celular por estudantes na escola: motivos e desdobramentos. Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos., Brasília, v. 97, n. 246, p. 356-371, maio/ago. 2016.

NOVAK, J. D. Learning, creating, and using knowledge: concept maps as facilitative tools in schools and corporations. New Jersey: Lawrence Erlbaum Associates, 1998.

NOVAK, J. Retorno a clarificar con mapas conceptuales. In: Encuentro Internacional sobre el aprendizaje significativo. Burgos: Servivio de Publicaciones de la Universidad de Burgos, p. 67-84 1997.

PIASSI, L. P.; PIETROCOLA, M. Quem conta um conto aumenta um ponto também em física: Contos de ficção científica na sala de aula. Atas do XVII Simpósio Nacional de Ensino de Física, 2007.

PIAGET, J. Aprendizagem e Conhecimento. Rio de Janeiro: Freitas Bastos, 1979.

ROSA, V.; ROSA, S. S. A arte de escrever contos para a aprendizagem significativa de conceitos científicos. Aprendizagem Significativa em Revista, v. 5, n. 1, p. 33-56, 2015.

THIESEN, J. S. A interdisciplinaridade como um movimento articulador no processo ensino-aprendizagem. Revista Brasileira de Educação, Rio de Janeiro, v. 13, n. 39, set./dez. 2008.

VYGOTSKY. L. Pensamento e Linguagem. São Paulo: Martins Fontes, 1987.

XAVIER, A. R.; VASCONCELOS, J. G.; MARINHO, M. J. F. L.; CAIADO, A. P. S. Interdisciplinaridade e outros níveis de conhecimento: desafios contemporâneos às práticas educativas. Polêm!ca, Rio de Janeiro, v. 18, n. 1, p. 68-83, jan./mar. 2018.

Publicado
2021-08-27
Como Citar
Knauth, D., & Luiz de Moraes, A. (2021). Ciência para menores elaboração de contos infantis como prática para uma aprendizagem significativa no ensino de ciências. Revista Eletrônica Científica Da UERGS , 7(2), 212-222. https://doi.org/10.21674/2448-0479.72.212-222
Seção
ARTIGOS INÉDITOS