Inclusão produtiva: análise exploratória do programa Todos Somos Porto Alegre

  • Vanessa Voltaire
  • Francine da Silva Ladeira
  • Talyta Medeiros Tatsch
  • Dr Celmar Corrêa de Oliveira

Resumo

O presente trabalho teve como objetivo principal analisar a ocorrência da inclusão produtiva de catadores de resíduos sólidos através do Programa Todos Somos Porto Alegre, promovido através de uma parceria entre a Prefeitura Municipal da capital gaúcha e a Organização Não-Governamental Mãos Verdes, concorrendo, para tanto, em um esforço de definição do conceito de Inclusão Produtiva conforme vêm sendo adotado pela legislação vigente e referencial teórico. Nossos objetivos específicos foram estudar como está se dando a implementação do programa, bem como realizar a comparação da bibliografia pesquisada, analisando suas etapas, as dificuldades encontradas e o andamento do processo. O referencial teórico apoiou-se nos conceitos de inclusão social e produtiva enquanto forma de cidadania ampliada, conforme Doyal e Gough (1991; 1994); e nos conceitos de desenvolvimento como liberdade, através de políticas de redistribuição e apoio ao desenvolvimento, conforme propõem Amartya Sen (1999) e Thomas Pikkety (2014).  Os resultados iniciais do trabalho, embora as dificuldades de acesso aos dados não permitam a generalização de conclusões, indicam que o programa estudado apresenta limitações em promover a inclusão social e produtiva dos catadores de forma efetiva. 

Publicado
2016-04-30
Como Citar
Voltaire, V., Ladeira, F. da S., Tatsch, T. M., & de Oliveira, D. C. C. (2016). Inclusão produtiva: análise exploratória do programa Todos Somos Porto Alegre. Revista Eletrônica Científica Da UERGS , 2(1), 43-53. https://doi.org/10.21674/2448-0479.21.43-53
Seção
Artigos