Eficiência de inseticidas durante o armazenamento de grãos de milho

Luidi Eric Guimarães ANTUNES, Rafael Gomes DIONELLO

Resumo


O objetivo foi verificar a mortalidade de adultos de Sitophilus zeamais infestando grãos de milho tratados com diferentes inseticidas ao longo de 240 dias de armazenamento. Foram utilizados dois inseticidas, um piretróide líquido da marca Starion® 25 CE (Bifentrina) e outro organofosforado líquido da marca Actellic® (Pirimifós metílico), sendo as doses de 6 e 8 mL do produto, diluído em 2 litros de água, com aplicação de 2 mL da solução por quilo de grãos. Para o tratamento controle usou-se 2mL de água. Cada dosagem foi aplicada em três lotes de 1 kg, com uso de pulverizador uni-spray, com três repetições para cada tratamento, sendo avaliados em duplicata de 50 g, em delineamento inteiramente casualizado. A cada período de 30 dias após as aplicações, ocorreram as infestações com 20 adultos de S. zemais, sendo a mortalidade verificada após 15 dias de contato. Às infestações ocorreram 30, 60, 90, 120, 150,180, 210 e 240 dias após a aplicação dos produtos. Até 60 dias após a aplicação, ambas as dosagens de Pirimifós metílico causaram mortalidade acima de 80%, porém após esse período apenas a dosagem de 8 mL ficou acima de 88%. Já a dosagem de 8mL de Bifentrina, aos 30 dias, apresentou 51,04% de mortalidade, sendo a maior nos tratamentos com este inseticida. Resistência e degradação dos inseticidas são possíveis causas da baixa mortalidade. Conclui-se que Pirimifós metílico com dosagem de 8mL representa a melhor forma de controle de S. zeamais.


Palavras-chave


: Sitophilus zeamais, Bifentrina, Pirimifós metílico.

Texto completo:

PDF

Referências


AYRES, M. et al. BioEstat 5.0 Aplicações estatísticas nas áreasda ciências biológicas e médicas. Belém: Sociedade Civil Mamirauá/CNPq, 2007. 324 p. Disponível em: . Acesso em: 20 fev. 2015.

ELIAS, M. C. et al. Umidade de colheita, métodos de secagem e tempo de armazenamento na qualidade tecnológica de grãos de trigo (cv.‘Embrapa 16’). Ciência Rural, Santa Maria, v. 39, n.1, p. 25-30, 2009. Disponível em: < http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-84782009000100005>. Acesso em: 16 abril 2011. doi: 10.1590/S0103-84782009000100005

GUEDES, R. N. C. et al. Resistance to DDT and pyrethroids in Brazilian populations of Sitophilus zeamais Motsch. (Coleoptera: Curculionidae). Journal of Stored Products Research, Oxford, v. 31, n. 2, p. 145-150, 1995.

Disponível em: < http://www.sciencedirect.com/science/article/pii/0022474X9400043S>. Acesso: 10 jan. 2015. doi: 10.1016/0022-474X(94)00043-S.

GUEDES, R. N. C. et al. Cost and mitigation of insecticide resistance in the maize weevil, Sitophilus zeamais. Physiological Entomology, Oxford, v. 31, n. 1, p. 30-38, mar. 2006. Disponível em: < http://onlinelibrary.wiley.com/doi/10.1111/j.1365-3032.2005.00479.x/epdf>. Acesso em: 20 fev. 2015. doi: 10.1111/j.1365-3032.2005.00479.x.

NATH, B. S. Changes in carbohydrate metabolism in hemolymph and fat body of the silkworm, BombyxmoriL. exposed to organophosphorus insecticides. Pesticide Biochemistry and Physiology, San Diego, v. 68, n. 3, p. 127-137, Nov. 2000. Disponível em: < http://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S0048357500925094>. Acesso em: 23 fev. 2015. doi: 10.1006/pest.2000.2509.

PIMENTEL, M. A.G. et al. Phosphine resistente, respiration rate and fitness consequences in stored-product insects. Pest Management Science, West Sussex, v. 63, n. 9, p. 876-881, Set. 2007. Disponível em: < http://onlinelibrary.wiley.com/doi/10.1002/ps.1416/full>. Acesso em: 22 fev. 2015. doi: 10.1002/ps.1416.

RIBEIRO, B. M. et al. Insect resistance and synergism in Brazilian populations of Sitophilus zeamais (Coleoptera: Curculionidae). Journal of Stored Products Research, Oxford, v. 39, n. 1, p. 21-31, 2003. Disponível em: < http://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S0022474X02000140>. Acesso em: 20 fev. 2015. doi: 10.1016/S0022-474X(02)00014-0.

SANTOS, J. C. et al. Toxicidade de inseticidas piretróides e organofosforados para populações brasileiras de Sitophilus zeamais (Coleoptera: Curculionidae). Bioscience Journal, Uberlândia, v. 25, n. 6, p.75-81, 2009. Disponível em: http://www.seer.ufu.br/index.php/biosciencejournal/article/view/7014. Acesso em: 22 fev. 2015.

SGARBIERO, E. et al. Pirimiphos-Methyl Residues in Corn and Popcorn Grains and Some of their Processed Products and the Insecticide Action on the Control of Sitophilus zeamais Mots. (Coleoptera: Curculionidae). Neotropical Entomology, Londrina, v. 32, n. 4, p. 707-711, 2003. Disponível em: < http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-566X2003000400024>. Acesso em: 21 fev. 2015. doi: 10.1590/S1519-566X2003000400024.




DOI: http://dx.doi.org/10.21674/2448-0479.31.83-94

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.