Efeitos da temperatura e da umidade dos grãos de milho nos parâmetros de qualidade tecnológica

  • Lanes Beatriz Acosta JAQUES Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Farroupilha
  • Anderson ELY Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Farroupilha
  • Luana HAREBERLIN Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Farroupilha
  • Elton Pilar MEDEIROS Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Farroupilha
  • Ricardo Tadeu PARAGINSKI Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Farroupilha
Palavras-chave: armazenamento, milho, tecnologia, temperatura, umidade

Resumo

Os grãos de milho são utilizados com diversas finalidades no setor agroindustrial, principalmente com destaque para uso na indústria alimentícia, necessitando de armazenamento adequado para atender a demanda de matéria-prima com qualidade ao longo do ano. Dentre os fatores que interferem na qualidade de armazenamento, a temperatura, umidade dos grãos e o tempo de armazenamento são os principais. Desta forma, o objetivo no trabalho foi avaliar a qualidade de grãos de milho armazenados com teores de umidade de 12, 15 e 18% nas temperaturas de 15, 25 e 35 ºC, durante 180 dias de armazenamento. Os parâmetros umidade, classificação comercial, teor de grãos mofados, condutividade elétrica e teor de germinação foram avaliados no início e a cada 45 dias. Os resultados indicaram que nas umidades de 15% e 18%, na temperatura de 35 °C, ocorrem maiores reduções nos parâmetros de avaliação de qualidade, sendo que na temperatura de 15 °C e umidade de 12% a melhor conservação dos grãos nos três teores de água ao longo do período de 180 dias.

Biografia do Autor

Lanes Beatriz Acosta JAQUES, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Farroupilha
Acadêmica do Curso de Engenharia Agrícola do IFFarroupilha e da Universidade Federal do Pampa
Anderson ELY, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Farroupilha
Acadêmico do Curso de Engenharia Agrícola do IFFarroupilha e da Universidade Federal do Pampa
Luana HAREBERLIN, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Farroupilha
Acadêmica do Curso de Engenharia Agrícola do IFFarroupilha e da Universidade Federal do Pampa
Elton Pilar MEDEIROS, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Farroupilha
Tecnólogo em Irrigação e Drenagem, Técnico Administrativo em Educação

Referências

ABBA, E.J.; LOVATO, A. Effect of seed storage temperature and relative humidity on maize (Zea mays L.) seed viability and vigour. Seed Science and Technology, Zurich, v. 27, p. 101-114, 1999.

AGUIAR, R.W.S. et al. Efeito do dióxido do carbono, temperatura e armazenamento sobre sementes de soja e micoflora associada. Revista Ciência Agronômica, v.43, n.3, p.554-560, 2012.

AMERICAN SOCIETY OF AGRICULTURAL ENGINEERS - ASAE. Moisture measurement - Unground grain and seeds. [S.L.]: ASAE, 2000.

BRASIL. Mistério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Instrução Normativa n° 60, de 22 de dezembro de 2011. Regulamento Técnico do Milho. Diário Oficial da União. 23.12.2011, Brasília, DF.

BRASIL. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Regras para análise de sementes / Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Secretaria de Defesa Agropecuária. – Brasília: Mapa/ACS, 2009.

CORADI, P.C.; BORÈM, F.M.; REINATO, C.H. Coffee cherries drying process and the influence of environment relative humidity in the mathematical modeling, moisture content, and enthalpy of vaporization. Energia na Agricultura, 2014.

COSTA, A.R. et al. Qualidade de grãos de milho armazenados em silos bolsa. Revista Ciência Agronômica, v.41, n.2, p.200-207, 2010.

DEMITO, A.; AFONSO, A.D.L. Qualidade das sementes de soja resfriadas artificialmente. Engenharia na Agricultura, v.17, p.7-14, 2009.

ELENCAR, R. E. Efeitos das condições de armazenagem sobre a qualidade de soja e do óleo bruto. Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal de Viçosa. Viçosa, Minas Gerais, 2006.

FARONI, L.R.A. et al. Avaliação qualitativa e quantitativa do milho em diferentes condições de armazenamento. Engenharia na Agricultura, v.13, n.3, p.193-201, 2005.

FRISVAD, J.C. et al. Important mycotoxins and the fungi which produce them. Advances in Experimental Medicine and Biology, v.571, p.3-31, 2006.

INTERNATIONAL SEED TESTING ASSOCIATION – ISTA. Determination of other seeds by number. Cap.4. In:__ International rules for seed testing. Bassersdorf, 2008.

INTERNATIONAL SEED TESTING ASSOCIATION - ISTA. International Rules for Testing Seeds. Seed Science and Technology, Zurich, v. 32, 2004.

KRISHNAN, P.; NAGARAJAN, S.; MOHARIR, A.V. Thermodynamic characterization of seed deterioration during storage under accelerated ageing conditions. Biosystems Engineering, London, v. 89, n. 4, p. 425–433, 2004.

MUKANGA, M. et al. Survey of pre-harvest ear rot diseases of maize and associated mycotoxins in south and central Zambia. Journal Food Microbiology, v. 141, p. 213-221, 2010.

OLIVEIRA, V.R. et al. Qualidade para o cozimento e composição nutricional de genótipos de feijão com e sem armazenamento sob refrigeração. Ciência Rural, v.41, n.5, p.746-752, 2011.

PARAGINSKI, R.T. et al. Physicochemical and pasting properties of maize as affected by storage temperature. Journal of Stored Products Research, v.49, p.209-214, 2014.

PARK, C. E. et al. Changes in physicochemical characteristics of rice during storage at different temperatures. Journal of Stored Products Research, v.48, p.25-29, 2012.

PEREZ-GARCIA, F.; GONZALEZ-BENITO, M.E. Seed germination of five Helianthemum species: Effect of temperature and presowing treatments. Journal of Arid Environments, v.65, n.1, p.688-693, 2006.

PRONYK, C. et al. Correlation of total ergosterol levels in stored canola with fungal deterioration. Journal of Stored Products Research, Oxford, v. 42, p. 162–172, 2006.

PUZZI, D. Abastecimento e armazenagem de grãos. Campinas: Instituto Campineiro de Ensino Agrícola, 1989.

REED, C. et al. Response of storage molds to different initial moisture contents of maize (corn) stored at 25°C, and effect on respiration rate and nutrient composition. Journal of Stored Products Research, v.43, n.4, p.443-458, 2007.

REHMAN, Z-U.; HABIB, F.; ZAFAR, S. I. Nutritional changes in maize (Zea mays) during storage at three temperatures. Food Chemistry, v.77, n.2, p.197-201, 2002.

RIGUEIRA, R.J.A.; LACERDA FILHO, A.F.; VOLK, M.B.S. Avaliação da qualidade do feijão armazenado em ambiente refrigerado. Alimentos e Nutrição, v.20, n.4, p.649-655, 2009.

RODRÍGUEZ, J. C. et al. IP short term storage of Argentine cereals in silobags to prevent spoilage and insects. In:__ INTERNATIONAL QUALITY GRAINS CONFERENCE, 2004, Indianapolis, Proceeding. Indianapolis: US Quality Grains Research Consortium, p. 1-15, 2004.

SILVA, J.S.; AFONSO, A.D.L.; LACERDA FILHO, A.F. Secagem e armazenagem de produtos agrícolas. In: Silva, J. S. Pré-processamento de produtos agrícolas. Juiz de Fora: Instituto Maria, 1995, p.395-462.

SMANIOTTO, T.A.S. et al. Qualidade fisiológica das sementes de soja armazenadas em diferentes condições. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, Campina Grande, v. 18, n.4, p. 446-453, 2014.

VIEIRA, R.D.; KRZYZANOWSKI, F.C. Teste de condutividade elétrica. In: KRZYZANOWSKI, F.C.; VIEIRA, R.D.; FRANÇA NETO, J.B. (Eds). Vigor de sementes: conceitos e testes. Londrina: ABRATES, 1999. cap.4.

Publicado
2018-10-23
Como Citar
JAQUES, L. B. A., ELY, A., HAREBERLIN, L., MEDEIROS, E. P., & PARAGINSKI, R. T. (2018). Efeitos da temperatura e da umidade dos grãos de milho nos parâmetros de qualidade tecnológica. Revista Eletrônica Científica Da UERGS , 4(3), 409-420. https://doi.org/10.21674/2448-0479.43.409-420
Seção
Artigos