Da literatura ao audiovisual: as práticas do fandom de Once upon a time na cultura da convergência

  • Juliane Vicente e Lopes Universidade Estadual do Rio Grande do Sul (UERGS)
  • Fani Averbuh Tesseler Universidade Estadual do Rio Grande do Sul (UERGS)
Palavras-chave: Once upon a time;, estudos de recepção;, estudos culturais;, fandom;, cultura da convergência.

Resumo

Resumo

 

Este artigo objetiva investigar as práticas de fãs brasileiros do seriado norte-americano Once upon a time ao analisar os posicionamentos destes em favor do cancelamento da série por meio da hashtag #cancelouat e a continuidade de produção de fãs através da ficção nas plataformas de fanfic Spirit fanfiction e wattpad. Procura-se considerar, no universo de fãs, o ambiente virtual como um espaço de produção, colaboração e criação. Busca, com a observação dos ambientes virtuais, investigar como as práticas de participação se relacionam com as tecnologias do imaginário aqui exemplificadas pela Literatura e o campo Audiovisual. Tem como arcabouço teórico os estudos culturais com base na bibliografia de Canclini (1997) e os estudos de recepção de Jacks e Toaldo (2017), discutindo a cultura da convergência de Jenkins, (2009). Assim, tal estudo parte da percepção das práticas enquanto processo de resistências, compartilhamento e produção de conteúdos e objetos de mídia, considerando o estudo de culturas de fãs um esforço interdisciplinar que tem como conclusão primária as práticas do fandom cada vez mais pautadas no ambiente digital e ressignificadas pela participação dos sujeitos na constituição das narrativas.

 

Palavras-chave: Once upon a time; estudos de recepção; estudos culturais; fandom; cultura da convergência.

 

 

Abstract

 

This article aims to investigate the north american series Once upon a time brazilian fans practices  from a case study, up to analise their  positions about the serie cancellation through a hashtag #cancelouat and  the  continuity of the fans production through out fiction at the Spirit Fanfiction e Wattpad platforms.. It searches to consider the virtual environment at the fans universe as a production, colaboration and creation space. It aimed to investigate how  the participation practices  are related to imaginary tecnologies samples here as Literature and Audio visual field. This work has as a theoritic framework the cultural studies based on Canclini´s (1997) bibliography and the reception studies from Jackins  and Toaldo (2017), discussing the  Jenkins convergency culture (2009). So, the study comes from the practices perceptions while a resistance, sharing and contents production and objects process  from mídia, considering  the fans cultural  studies a interdisciplinar effort  which has as a primary conclusion  the fandon practices more and more done at a digital environment and re-meaningly  itself through the people participation  at the narratives constitution.

 

Key words: Once upon a Time; reception studies; cultural studies; fandom; convergency culture;

 

Resumen

Este artículo tiene como objetivo investigar las prácticas de los fans brasileños de la serie norteamericana Once upon a time a partir de un caso de estudio, hasta analizar sus posiciones sobre la cancelación de la serie a través de hashtag #cancelouat  y sobre la continuidad de la producción de  a través de la ficción en el Spirit Fanfiction y plataformas Wattpad. Busca considerar el entorno virtual del universo de fans como un espacio de producción, colaboración y creación. Tuvo como objetivo investigar cómo las prácticas de participación se relacionan con muestras de tecnologías imaginarias  como el campo de la literatura y el audiovisual. Este trabajo tiene como marco teórico los estudios culturales basados ​​en la bibliografía de Canclini (1997) y los estudios de recepción de Jackins y Toaldo (2017), discutiendo la cultura de la convergencia de Jenkins (2009). Así, el estudio parte de las percepciones de las prácticas mientras un proceso de resistencia, intercambio y producción de contenidos y objetos de mídia, considerando a los aficionados de los estudios culturales como un esfuerzo interdisciplinar que tiene como conclusión primaria las prácticas fandon cada vez más realizadas en un entorno digital y re -en sentido propio a través de la participación del pueblo en la constitución de las narrativas.

 

Palabras clave: Éra se una vez; estudios de acogida; estudios culturales; fandom; cultura de convergencia.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Juliane Vicente e Lopes, Universidade Estadual do Rio Grande do Sul (UERGS)

http://lattes.cnpq.br/3735994674892897

Fani Averbuh Tesseler , Universidade Estadual do Rio Grande do Sul (UERGS)

http://lattes.cnpq.br/5641400654621228

Referências

BARKER, Martin, BEEZER, Anne, (Orgs.). Introducción a los estudios culturales. Barcelona: Bosch Casa Editorial, 1994.

CANCLINI, Néstor Garcia. Culturas híbridas: estratégias para entrar e sair da modernidade. São Paulo: Edusp, 1997.

COSTA, Marisa Vorrager. SILVEIRA, Rosa Hessel. SOMMER, Luís Henrique. Estudos culturais, educação e pedagogia. Revista Brasileira de Educação, v. 1, n. 23, p. 36-61, mai-ago, 2003.

DUARTE, Jorge; BARROS, Antonio (Orgs.). Métodos e técnicas de pesquisa em comunicação. 2.ed. São Paulo: Atlas, 2015. 380 p.

GARON, Jon M. Pop Culture Business Handbook for Cons and Festivals. Estados Unidos: CreateSpace, 2017.

GRINNEL COLLEGE. Subcultures and sociology: fandom and participatory culture. Iowa, s/d. Disponível em <http://haenfler.sites.grinnell.edu/subcultural-theory-and-theorists/fandom-and-participatory-culture/>. Data do acesso: 01/08/2018.

JACKS, Nilda. ESCOSTESGUY, Ana Carolina. Comunicação e recepção. São Paulo: Hacker Editores, 2005.

JENKINS, Henry. Cultura da Conexão. São Paulo: Aleph, 2017.

JENKINS, Henry. Cultura da Convergência. São Paulo: Aleph, 2009.

MAVRIDOU, Orion. Gaming, Media and the Ludic Dimensions of Textual Poaching. Transactions of the Digital Games Research Association. Carnegie Mellon University, Pittsburgh, v. 3, n. 2, p. 89-111, julho, 2017.

MCLUHAN, Marshall. O meio são as massagens. São Paulo: Record. 1969.

NEVES, JL. Pesquisa qualitativa: Características, usos e possibilidades. Caderno de pesquisa em administração. V.1. 1996

NASCIMENTO, Fernanda. Estudos culturais e estudos descoloniais: diálogos e rupturas na construção de uma pesquisa de recepção. Novos Olhares, USP, São Paulo, v. 7, n. 81, p. 80-87, jan/ jun, 2018.

SILVA, Ronei Teodoro. CARDOSO, Roberta Mânica. A mediação nos processos de comunicação na internet. Conexão – Comunicação e Cultura, UCS, Caxias do Sul, v. 15, n. 29, p. 81-99, jan/ jun, 2016,

SHIRKY, Clay. Here Comes Everybody: The Power of Organizing Without Organizations. Nova York: Penguin, 2009.

NELSON, Cary. TREICHLER, Paula. GROSSBERG, Lawrence, (Org.). Cultural Studies. Nova York/ Londres: Routledge, 1992.

CANCLINI, N. G. El consumo cultural: una propuesta teórica. In. SUNKEL, G. (org.). El consumo cultural en América Latina: Construcción teórica y líneas de investigación. 2ª ed, Bogotá: Convênio Andrés Bello, 2006, 72 - 95

JACKS, N; TOALDO, M. Consumo Midiático: uma especificidade do consumo cultural, uma antessala para os estudos de recepção. In: Regiane Ribeiro. (Org.). Jovens, consumo e convergência midiática. 1ed.Curitiba: Editora UFPR, 2017, v. 1, p. 19-29.

JENKINS, H. Cultura da Convergência. 2ª ed, São Paulo: Aleph, 2009

LÉVY, P. Inteligência Coletiva: Para uma antropologia do ciberespaço. São Paulo: Edições Loyola, 1998

Publicado
2021-12-29
Como Citar
Vicente e Lopes, J., & Averbuh Tesseler , F. (2021). Da literatura ao audiovisual: as práticas do fandom de Once upon a time na cultura da convergência. Revista Eletrônica Científica Da UERGS , 7(3), 303-309. https://doi.org/10.21674/2448-0479.73.303-309