O declínio populacional das abelhas: causas, potenciais soluções e perspectivas futuras

  • Juliana BERINGER Universidade Estadual do Rio Grande do Sul
  • Fábio Luis MACIEL Universidade Estadual do Rio Grande do Sul
  • Francine Fioravanso TRAMONTINA Universidade Estadual do Rio Grande do Sul
Palavras-chave: polinização, abelhas, desaparecimento, revisão

Resumo

A maioria das Angiospermas necessitam do processo de polinização para desenvolver frutos e sementes. As principais polinizadoras e mais eficientes são as abelhas, porém essas estão sofrendo um declínio populacional cada vez maior, devido a vários fatores e causando inúmeras consequências. Sendo assim, o objetivo deste artigo é expor as causas e consequências do desaparecimento das abelhas e apresentar alternativas visando solucionar esse problema. A partir das informações obtidas e analisadas na presente revisão, foi possível constatar que os desmatamentos, as queimadas, a urbanização, o manejo inadequado, as variações climáticas, os agentes patogênicos, as ondas magnéticas, as monoculturas e os agrotóxicos são relevantes como agentes causais no processo de desaparecimento das abelhas, levando a uma série de consequências, incluindo destruição do habitat, falta de recursos florais, estresse das abelhas, doenças (Varroatose, Nosemose e CCD), comprometendo na fisiologia, no comportamento e na estrutura social das abelhas. Na tentativa de minimizar ou evitar esse problema, foram propostas soluções alternativas, através da adoção de medidas como modificação e redução do uso dos agrotóxicos, conservação do habitat mantendo a agrobiodiversidade, manejo adequado das colmeias e uso sustentável das colônias, aprimoramento do conhecimento dos polinizadores para o seu uso adequado, educação ambiental com a população de apicultores, meleiros e agricultores, e a possibilidade de introdução de espécies exóticas com ampla distribuição geográfica e generalista, podendo vir a constituírem importantes estratégias visando aplicação futura.

Referências

AFONSO, J. Origem das linhagens mitocondriais nas abelhas africanizadas (Apis mellifera L.) do Brasil. Dissertação (Mestrado em Genética Evolutiva e Biologia Molecular) – Programa de Pós-Graduação, Universidade Federal de São Carlos – UFSCAR, São Carlos, 2012.

ARIOLI, C. J.; ROSA, J.M.; BOTTON, M. Mortalidade de Apis mellifera e manejo da polinização em macieira. In.: Anais [...] Embrapa Uva e Vinho-Artigo em anais de congresso (ALICE). ENCONTRO NACIONAL SOBRE FRUTICULTURA DE CLIMA TEMPERADO, 14, 2015, Fraiburgo, SC. Caçador: Epagri, v. 2, p. 69-80, 2015.

ARIOLI, C. J. et al. Polinizadores em perigo: por que nossas abelhas estão desaparecendo?. In: Anais [...] Embrapa Uva e Vinho-Artigo em anais de congresso (ALICE). SIMPÓSIO INTERNACIONAL CIÊNCIA, SAÚDE E TERRITÓRIO, 4, Lages, SC: UNIPLAC, 05 a 07 de jun. 2017.

AZEVEDO COSTA, C. C. de; OLIVEIRA, F. L. de. Polinização: serviços ecossistêmicos e o seu uso na agricultura. Revista Verde de Agroecologia e Desenvolvimento Sustentável, 8(3), 1-10, 2014.

BARBOSA, D. et al. As abelhas e seu serviço ecossistêmico de polinização. Revista Eletrônica Científica da UERGS, v. 3, n. 4, p. 694-703, 2017. DOI: http://dx.doi.org/10.21674/2448-0479.34.694-703. Acesso em: 28 de out. 2018.

BARRET, G. W.; ODUM, E. P. Fundamentos de ecologia. São Paulo: Cengage Learning, 2008.

BIESMEIJER, J. C. et al. Parallel declines in pollinators and insect-pollinated plants in Britain and the Netherlands. Science, v. 313, n. 5785, p. 351-354, 2006.

BIZAWU, Kiwonghi; LEMGRUBER, Vanessa. Aspectos jurídicos da desordem de colapso das colônias: o desaparecimento de abelhas. Revista Direito Mackenzie, v. 12, n. 1, 2018.

BRASIL. Decreto nº 4.074, de 4 de janeiro de 2002. Disponível em: <http://www.

planalto.gov.br/ccivil_03/decreto/2002/d4074.htm>. Acesso em: 28 outubro de 2018.

BRASIL. Lei nº 7.802, de 11 de julho de 1989. Disponível em: <http://www.

planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l7802.htm>. Acesso em: 28 outubro de 2018.

BRIGGS, D.; WALTER, B. M. Plant variation and evolution. England: Cambridge University Press, 1997.

BUCHMANN, S. E. Buzz Pollination in Angiosperms. In: JONES, C. E.; LITTLE, R. J. (Ed.). Handbook of Experimental Pollination Biology. New York, USA: Van Nostrand Reinhold, 1983. p. 73-113.

CAIRES, S. C.; BARCELOS, D. Colapso das abelhas: Possíveis causas e consequências do seu desaparecimento na natureza. ACTA Apicola Brasilica, v. 5, n. 1, 2017.

CARVALHO, G. A. Monitoramento dos alelos sexuais xo em uma população finita de Melipona scutellaris (Apidae, Meliponini). Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, MG, 1996.

CORBY-HARRIS, V. et al. Parasaccharibacter apium, gen. nov., sp. nov., improves honey bee (Hymenoptera: Apidae) resistance to Nosema. Journal of economic entomology, v. 109, n. 2, p. 537-543, 2016.

COSTA, C. C. A.; OLIVEIRA, L. Polinização: serviços ecossistêmicos e o seu uso na agricultura. Revista Verde, Mossoró, Rio Grande do Norte, v. 8, n.3, p.1-10, jul-set, 2013.

COUTO, R. H. N.; COUTO, L. A. Apicultura: manejo e produtos. 2 ed. Jaboticabal: Funep, 2002.

CUNNINGHAM, S. A.; KREMEN, C.; TSCHARNTKE, T. Importance of pollinators in changing landscapes for world crops. Proceedings of the Royal Society, v.274, p.303-313, 2007.

DECOURTYE, A. et al. Comparative sublethal toxicity of nine pesticides on olfactory learning performances of the honeybee Apis mellifera. Archives of environmental contamination and toxicology, v. 48, n. 2, p. 242-250, 2005.

DECOURTYE, A.; MADER, E.; DESNEUX, N. Landscape enhancement of floral resources for honey bees in agro-ecosystems. Apidologie, v. 41, n. 3, p. 264-277, 2010.

EVANS, J. D.; SAEGERMAN, C.; MULLIN, C.; HAUBRUGE, E.; NGUYEN, B. K.; FRAZIER, M.; TARPY, D. R. Colony collapse disorder: a descriptive study. PloS one, 4(8), 2009.

FABICHAK, I. Abelhas indígenas sem ferrão São Paulo: Nobel, 1973.

FREITAS, B. M.; PINHEIRO, J. N. Efeitos sub-letais dos pesticidas agrícolas e seus impactos no manejo de polinizadores dos agroecossistemas brasileiros. Oecologia australis, v. 14, n. 1, p. 282-298, 2010.

FREITAS, P. V. D. X. de et al. Declínio populacional das abelhas polinizadoras: revisão. PUBVET, v. 11, p. 1-102, 2016.

GALLAI, N.; SALLES, J. M.; SETTELE, J.; VAISSIÈRE, B. E. Economic valuation of the vulnerability of world agriculture confronted with pollinator decline. Ecological economics, 68(3), 810-821, 2009.

GONÇALVES, L. S. O desaparecimento das abelhas, suas causas, consequências e o risco dos neonicotinoides para o agronegócio apícola. Mensagem doce, v. 117, p. 2-12, 2012.

HIGES, M. et al. Honeybee colony collapse due to Nosema ceranae in professional apiaries. Environmental Microbiology Reports, v. 1, n. 2, p. 110-113, 2009.

IMPERATRIZ-FONSECA, V. L.; NUNES-SILVA, P. As abelhas, os serviços ecossistêmicos e o Código Florestal Brasileiro. Biota Neotropica, v. 10, n. 4, 2010.

IMPERATRIZ-FONSECA, V. L.; CANHOS, D. A. L.; ALVES, D. A.; SARAIVA, A. M. Polinizadores no Brasil: Contribuição e perspectivas para a biodiversidade, uso sustentável, conservação e serviços ambientais. São Paulo: EDUSP. 2012.

IMPERATRIZ-FONSECA, V. L. O papel dos polinizadores na produção de alimentos e o fenômeno do desaparecimento das abelhas. Fórum de Especialistas. Brasília, DF: Centro de Gestão e Estudos Estratégicos, 2017.

JONG, D. de ; MESSAGE, D. New and exotic disease threats for Brazilian bess. In: VIII ENCONTRO SOBRE ABELHAS, Ribeirão Preto, SP. 2008. Disponível em: <https://docgo.net/philosophy-of-money.html?utm_source=viii-encontro-sobre-abelhas>. Acesso em: 28 de out. 2018.

JONG, D. de; JONG, P. H. de ; GONCALVES, L. S. Weight loss and other damage to developing worker honeybees from infestation with Varroa jacobsoni. Journal of apicultural research, v. 21, n. 3, p. 165-167, 1982.

JOHNSON, R. M. et al. Changes in transcript abundance relating to colony collapse disorder in honey bees (Apis mellifera). Proceedings of the National Academy of Sciences, 106 (35), 14790-14795, 2009. https://doi.org/10.1073/pnas.0906970106.

KEARNS, C. A.; INOUYE, D. W. Pollinators, Flowering Plants, and Conservation Biology. BioScience, v. 47, n 5, p. 297-306, 1997.

KEARNS, C. A.; INOUYE, D. W.; WASER, N. M. Endangered mutualisms: the conservation of plant-pollinator interactions. Annu. Rev. Ecol. Syst., n. 29, p. 83-112, 1998.

KENMORE, P.; KRELL, R. Global perspectives on pollination in agriculture and agroecosystem management. In: INTERNATIONAL WORKSHOP ON CONSERVATION AND SUSTAINABLE USE OF POLLINATORS IN AGRICULTURE, with Emphasis on Bees. 7-9 de Outubro, São Paulo, Brasil, 1998.

KERR, W. E. Native bees: a neglected issue in the conservation of genetic resources. Ethics and equity in plant genetic resources. Pub. Foz do Iguaçu: CGIAR by IPCRI, FAO, 1997.

KERR, W. E.; PETRERE JÚNIOR, M.; DINIZ FILHO, J. A. F. Informações biológicas e estimativa do tamanho ideal da colmeia para a abelha tiúba do Maranhão (Melipona compressipes fasciculata Smith-Hymenoptera, Apidae). Revista Brasileira de Zoologia, 18 (1), p.45-52, 2001.

KERR, W. E. et al. Aspectos pouco mencionados da biodiversidade amazônica. Parcerias Estratégicas, v. 6, n. 12, p. 20-41, 2010.

KEVAN, P.; IMPERATRIZ-FONSECA, V. L. Pollinating bees: the conservation link between Agriculture and Nature. Brasília: Ministério do Desenvolvimento, 2002.

KEVAN, P.G.; VIANA, B.F. The global decline of pollination services. Biodiversity, v.4, n. 4, p. 3-8, 2003.

KLEIN, A.; VAISSIÈRE, B.; CANE, J. H.; STEFFAN-DEWENTER, Ingolf; CUNNINGHAM, S. A.; KREMEN, C.; TSCHARNTKE, T. Importance of pollinators in changing landscapes for world crops. Proceedings of the Royal Society, v.274, p.303-313, 2007.

KREMEN, C.; WILLIAMS, N. M.; THORP, R. W. Crop pollination from native bees at risk from agricultural intensification. Proceedings of the National Academy of Sciences, v. 99, n. 26, p. 16812-16816, 2002.

LE CONTE, Y.; ELLIS, M.; RITTER, W. Varroa mites and honey bee health: can Varroa explain part of the colony losses?. Apidologie, v. 41, n. 3, p. 353-363, 2010.

LEITE, R. V. V. et al. O Despertar para as abelhas: educação ambiental e contexto Escolar. In: III CONEDU-CONGRESSO NACIONAL DE EDUCAÇÃO, 2016.

LIMA, M. C.; ROCHA, S. A. Efeitos dos agrotóxicos sobre as abelhas silvestres no Brasil. Brasília: Ibama, 2012.

LOPES, M.; FERREIRA, J. B.; SANTOS, G. Abelhas sem-ferrão: a biodiversidade invisível. Agriculturas, v. 2, n. 4, p. 7-9, 2005.

LOPES, L. A; DAL-FARRA, R. A.; ATHAYDES, Y. Relevância dos insetos em termos ecológicos e suas interações com o ser humano: contribuições para a educação ambiental. Revista eletrônica educação ambiental em ação, 2014. Disponível em: <http://www.revistaea.org/artigo.php?idartigo=1863>. Acesso em: 08 de maio de 2018.

LOPES, I. S. et al. Agrotóxicos: a ameaça de extinção das abelhas no brasil. 2018.

MAIA, F. M. C. ; LOURENÇO, D. A. L.; TOLEDO, V. A. A. Aspectos econômicos e sustentáveis da polinização por abelhas. Sistemas de Produção Agropecuária (Ciências Agrárias, Animais e Florestais), 2010.

MARTEL, A.C.; ZEGGANE, S.; AURIÈRES, C.; DRAJNUDEL, P.; FAUCON, J.P.; AUBERT, M. Acaricide residues in honey and wax after treatment of honey bee colonies with Apivar® or Asuntol® 50. Apidologie, 38, 534-544, 2007.

MATTOS, I. M. Efeito da infestação do ácaro Varroa destructor (Anderson e Treuman, 2000)(Arachnida: Acari: Varroidae) no desenvolvimento de abelhas africanizadas Apis mellifera (Linnaeus, 1758)(Hymenoptera: Apidae). Dissertação (Mestre em Ciências Biológicas) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, São Paulo, 2011.

MICHENER, C. D. The Bees of the World. Baltimore: The Johns Hopkins University Press, 2000.

MORITZ, R. F. A.; DE MIRANDA, J.; FRIES, I.; LE CONTE, Y.; NEUMANN, P.; PAXTON, R.J. Research strategies to improve honeybee health in Europe. Apidologie, 41, 227-242, 2010.

NABHAN, G. P.; BUCHMANN, S. Services provided by pollinators. In: DAILY, G. C. (Ed.). Nature’s Services: Societal Dependence on Natural Ecosystems. Washington: Island Press, 1997. p. 133-150

NEFF, J.L.; SIMPSON, B.B. Bees, Pollination Systems and Plant Diversity. In: LASALLE, J.; GAULD, I.D. (Eds). Hymenoptera and Biodiversity. Wallingford, CAB International, 1993. p. 143-167.

NEVES, E. L. Polinização de espécies nativas da Caatinga e o papel da abelha exótica Apis mellifera L. Tese (Doutorado) - Universidade Estadual de Feira de Santana, Feira de Santana, 2008.

NOCELLI, R. C. et al. Riscos de pesticidas sobre as abelhas. Semana dos Polinizadores, v. 3, 2012.

NOGUEIRA-COUTO, R.H. As abelhas na manutenção da biodiversidade e geração de rendas. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE APICULTURA, 12, 1998, Salvador-BA. Anais [...] Salvador: 1998, p. 101

NOMINATO, F.C. Estudo da ação do inseticida Tiametoxam na sobrevivência e no comportamento de operárias de Apis mellifera L., 1758 (Hymenoptera: Apidae) em diferentes idades. Trabalho de Conclusão de Curso do Curso (Instituto de Biociências) - Curso de Ciências Biológicas da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Rio Claro, UNESP, 2012.

OGILVIE, J. E. et al. Interannual bumble bee abundance is driven by indirect climate effects on floral resource phenology. Ecology letters, v. 20, n. 12, p. 1507-1515, 2017.

OLIVEIRA, M. O. Declínio populacional das abelhas polinizadoras de culturas agrícolas. ACTA Apicola Brasilica, v. 3, n. 2, p. 01-06, 2015.

PERUQUETTI, R.C.; TEIXEIRA, L. V.; COELHO, F. M. Introdução ao estudo sobre polinização. Grupo de estudos sobre abelhas. 2017. Disponível em: <http://www.ufac.br/ppgespa/polen>. Acesso em: 15 de out. 2018.

POTTS, S. G. et al. Declines of managed honey bees and beekeepers in Europe. Journal of Apicultural Research, v. 49, n. 1, p. 15-22, 2010.

RAMALHO, M.; IMPERATRIZ-FONSECA, V. L.; KLEINERT-GIOVANNINI, A. Ecologia nutricional de abelhas sociais. In: PANIZZI, A. R.; PARRA, J. R. P. (Ed.). Ecologia nutricional de insetos e suas implicações no manejo de pragas. Brasília: Manole, 1991. p. 225-252.

RIBAS, P. P.; MATSUMURA, A. T. S. A química dos agrotóxicos: impacto sobre a saúde e meio ambiente. Revista Liberato, v. 10, n. 14, 2009.

ROCHA, M.C.L.S.A.; ALENCAR, S. Efeitos dos agrotóxicos sobre as abelhas silvestres no Brasil: proposta metodológica de acompanhamento. Brasília: Ibama, 2012.

RODRIGUES, C. A. S. Análise morfológica do cérebro de abelhas sem ferrão Melipona Scutellarias expostas ao Tiametoxam. Trabalho de Conclusão de Curso do Curso (Instituto de Biociências) - Curso de Ciências Biológicas da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Rio Claro, UNESP, 2015.

ROUBIK, D. W. Ecology and natural history of tropical bees. England: Cambridge University Press, 1989.

ROUBIK, D.W. Pollination of cultivated plants in the tropics. Food and Agriculture Organization of the United Nations, Rome, Italy, n.118, 1995.

RUTRECHT, S. T.; BROWN, M. J.F. The life-history impact and implications of multiple parasites for bumble bee queens. International journal for parasitology, v. 38, n. 7, p. 799-808, 2008.

SANCHEZ-BAYO, F.; GOKA, K. Pesticide residues and bees–a risk assessment. PloS one, v. 9, n. 4, 2014. https://doi.org/10.1371/journal.pone.0094482. Acesso em: 15 de out. 2018.

SANTOS, I A. dos. A importância das abelhas na polinização e manutenção da diversidade dos recursos vegetais. Anais [...] III Encontro sobre Abelhas de Ribeirão Preto, Ribeirão Preto, 3: 101-106, 1998.

SCHLINDWEIN, C. Frequent oligolecty characterizing a diverse bee-plant community in a xerophytic bushland of subtropical Brazil. Studies on Neotropical Fauna & Environment, v. 33, n. 1, 1998.

SILVA, F. S. Revisão das Doenças que podem acometer Apis mellifera. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação) – Medicina Veterinária da Faculdade de Veterinária da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2010.

SILVA, C. I. et al. Guia ilustrado de abelhas polinizadoras no Brasil. São Paulo: Instituto Avançado da Universidade de São Paulo, Coeditor: Ministério do Meio Ambiente-Brasil, 2014.

SIMPSON, B. B.; NEFF, J. L. Evolution of diversity of rewards. In: JONES, C. E.; LITTLE, R. J. (Ed.). Handbook of experimental pollination biology. New York: Van Nostrand Reinhold, 1983. p. 142-159.

SOROKER, V. et al. Evaluation of colony losses in Israel in relation to the incidence of pathogens and pests. Apidologie, v. 42, n. 2, 2011.

SOUZA, R. C. da S. et al. Valor nutricional do mel e pólen de abelhas sem ferrão da região amazônica. Acta Amazonica, v.34, n.2, p.333-336. 2004. http://dx.doi.org/10.1590/S0044-59672004000200021. Acesso em: 15 de out. 2018.

TILMAN, D. et al. Agricultural sustainability and intensive production practices. Nature, v. 418, n. 6898, 2002.

ZAYED, A. Bee genetics and conservation. Apidologie, v. 40, n. 3, p. 237-262, 2009.

WESTERKAMP, C. H. Pollen in bee-flower relations: Some considerations on melittophily. Bot. Acta, v. 109, p. 325-332, 1996.

WILCOCK, C.; NEILAND, R. Pollination failure in plants: why it happens and when it matters. Trends in plant science, v. 7, n. 6, p. 270-277, 2002.

WILLIAMS, G. R. et al. Colony collapse disorder in context. Bioessays, v. 32, n. 10, p. 845-846, 2010.

WINFREE, R. The conservation and restoration of wild bees. Annals of the New York academy of sciences, v. 1195, n. 1, p. 169-197, 2010.

Publicado
2019-04-16
Como Citar
BERINGER, J., MACIEL, F. L., & TRAMONTINA, F. F. (2019). O declínio populacional das abelhas: causas, potenciais soluções e perspectivas futuras. Revista Eletrônica Científica Da UERGS , 5(1), 18-27. https://doi.org/10.21674/2448-0479.51.18-27
Seção
Artigos