Água de montanha: um estudo de caso na França sobre a relação entre empresa, território e produção e produto

  • Larissa Bueno Ambrosini Fepagro
  • Georges Giraud AgroSup Dijon
Palavras-chave: Território, Montanha, Água de fonte de montanha

Resumo

As regiões montanhosas são consideradas áreas desfavorecidas do ponto de vista do desenvolvimento econômico, pois contam com baixa densidade populacional e fraca atividade industrial. Esse contexto contribuiu para que as fontes de água localizadas em montanhas tivessem menos contato com substâncias contaminantes e atividades poluidoras. A água proveniente dessas regiões é, assim, associada à pureza. A indústria de água envasada, um dos mercados mais dinâmicos do segmento de bebidas, vem tirando benefício da relação entre altitude e pureza. Considerando o território e a importância do recurso natural mencionado, propomos um estudo de caso com o objetivo de analisar a influência da relação empresa-território no caso de usinas situadas em zonas de montanha, e que utilizam em seus produtos a denominação “água de fonte de montanha”. Trata-se de um estudo de caso sobre um recurso natural importante o qual ainda é pouco abordado no meio acadêmico. Nossos resultados demonstram que a exploração de fontes em zonas de montanha auxilia a criar postos de trabalho localmente e contribui com a receita dos municípios onde as plantas industriais estão localizadas. Entretanto, trata-se de um produto cuja sustentabilidade em longo prazo é discutível.     

Publicado
2015-12-31
Como Citar
Ambrosini, L. B., & Giraud, G. (2015). Água de montanha: um estudo de caso na França sobre a relação entre empresa, território e produção e produto. Revista Eletrônica Científica Da UERGS , 1(1), 25-36. https://doi.org/10.21674/2448-0479.11.25-36
Seção
Artigos