Influência da formulação do suco de Butia catarinensis no processo de pasteurização

  • Josué Schneider MARTINS Mestre em Ciência e Tecnologia de Alimentos pelo Programa de Pós-Graduação em Ciência e Tecnologia de Alimentos da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (PPGCTA/UFRGS)
  • Plinho Francisco HERTZ Professor no Programa de Pós-Graduação em Ciência e Tecnologia de Alimentos da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (PPGCTA/UFRGS)
  • Débora BINS Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre
Palavras-chave: processamento, fruta nativa, Peroxidase

Resumo

Este trabalho teve como objetivo avaliar a influência da presença de suco de limão (Citrus limonia Osbeck)  e de açúcar na eficiência da pasteurização de suco de butiá (Butia catarinenses Noblick & Lorenzi). Para tanto, foram elaboradas três formulações distintas, variando a concentração de açúcar e de suco de limão. Posteriormente, as amostras foram tratadas termicamente a 80°C por 1 minuto. Os parâmetros avaliados foram o pH, teor de sólidos solúveis e a acidez total titulável das amostras, além das atividades enzimáticas relativas (AER) da peroxidase (POD) endógena das amostras antes e após o tratamento térmico. Os resultados de AER foram relativos à amostra sem tratamento térmico (Branco). Observou-se que a variação da formulação, sem o tratamento térmico, não influencou a AER. O processo de pasteurização das amostras que continham suco de limão e açúcar em sua formulação resultou na redução de 51,2% da AER. A maior redução da AER (60,6%) foi obtida na pasteurização da amostra que continha suco de limão, sem a adição de açúcar. A amostra que somente continha açúcar apresentou a menor redução da AER 15,4% em relação ao Branco. Os resultados sugerem que a formulação interfere na eficiência no processo pasteurização. Os dados indicam que a adição de açúcar pode diminuir a eficiência da pasteurização, enquanto que a adição de suco de limão bergamota pode aumentar a eficiência deste processo.

Referências

AMÉRICO, G.V. Otimização da pasteurização da polpa de jambolão (Syzygium cumini lamarck). 2014. Dissertação (Mestrado em Ciência e Tecnologia de Alimentos) – Instituto de Tecnologia, Universidade Federal do Pará, Belém, 2014.

BUTTOW, M.V.; BARBIERI, R.L.; NEITZKE, R.S.; HEIDEN G. Conhecimento Tradicional Associado ao uso de Butiás (Butia spp., Arecaceae) no sul do Brasil. Revista Brasileira de Fruticultura, Jaboticabal, SP, v. 31, n. 4, p.1069-1075, 2009.

COELHO-DE-SOUZA, G.; SEVERO, J. M.; MARTINS, J. S.; CAMARGO, A. R.; RUCKS, F. Butiá promovendo interações agroecológicas: um relato de experiências nos Territórios Rurais Missões e Fronteira Noroeste. Cadernos de Agroecologia, Brasilia, v. 13 n. 1, 2018.

DAMODARAN, S.; PARKIN, K.L.; FENNEMA, O.R. Química de alimentos de Fennema. 4. ed. Porto Alegre: Artmed, 2010.

FELLOWS, P.J. Tecnologia do Processamento de Alimentos: princípios e práticas. Porto Alegre: Artmed, 2006.

HOFFMANN, J.F.; BARBIERI, R.L.; ROMBALDI, C.V.; CHAVES, F.C. Butia spp. (Arecaceae): An overview. Scientia Horticulturae, v. 179, p. 122–131, 2014.

HURTADO, A.H; GUARDIA, M.D.; PICOUET, P.; JOFRÉ, A.; ROS, J.M.; BAÑÓN, S. Stabilization of red fruit-based smoothies by high-pressure processing. Part A. Effects on microbial growth, enzyme activity, antioxidant capacity and physical stability. Journal Science Food Agriculture, v.97, n.11, p.770-776, fev. 2016.

INSTITUTO ADOLFO LUTZ. Normas analíticas do Instituto Adolfo Lutz: métodos químicos e físicos para análises de alimentos. 4. ed. São Paulo: Ed. digital, 2008.

JACQUES, A.C.; PERTUZATTI, P.B.; BARCIA, M.T.; ZAMBIAZI, R.C. Compostos bioativos em pequenas frutas cultivadas na região sul do estado do Rio Grande do Sul. Brazilian Journal of Food Technology, v. 12, n. 2, p. 123–127, 2009.

LIAVOGA, A.; MATELLA, N. J. Enzymes in Quality and Processing of Tropical and Sub-tropical Fruits. In: AHMED, J.; LOBO, M.G.; OZADALI, F. Tropical and Subtropical Fruits: Postharvest Physiology, Processing and Pack-aging, John Wiley & Sons, p. 35–51, 2012.

MARTINS, J.S.; CARDOSO, F.; MELO, E.; HERTZ, P. Caracterização e comparação das atividades enzimáticas das peroxidases (POD) de Butia catarinenses e de Butia yatay. In: VII SIEPEX-Salão Integrado de Ensino, Pesquisa e Extensão da UERGS, 7, 2017, Tapes. Anais. Brasil, set. 2017. Disponível em: http://conferencia.uergs.edu.br/index.php/7/VIISiepex/paper/view/2686/709. Data de acesso: 08 Out. 2018.

PAZ, J.C.S.N. Caracterização bioquímica da polifenoloxidase e da peroxidase de ameia rubimel, polpa de cacau e estudo do efeito de agentes anti-escurecimento. Tese (Doutorado em Ciência de alimentos) – Faculdade de Engenharia de Alimentos, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2010.

PEREIRA, M.C.; STEFFENS, R.S.; JABLONSKI, A.; HERTZ, P.F.; RIOS, A.O.; VIZZOTTO, M.; FLORES, S.H. Characterization, bioactive compounds and antioxidant potential of three Brazilian fruits. Journal of Food Composition and Analysis, v. 29, n. 1, p. 19–24, 2013.

SILVA, P.P.M. Conservação de polpa de juçara (Euterpe edulis) submetida à radiação gama, pasteurização, liofilização e atomização. 2013. Tese (Doutorado em Ciências) - Centro de Energia Nuclear na Agricultura, Universidade de São Paulo, 2013.

STATSOFT, INC. Statistica: data analysis software system. version 7. [S.l: s.n.], 2007.

Publicado
2018-12-30
Como Citar
MARTINS, J. S., HERTZ, P. F., & BINS, D. (2018). Influência da formulação do suco de Butia catarinensis no processo de pasteurização. Revista Eletrônica Científica Da UERGS , 4(5), 752-758. Recuperado de http://revista.uergs.edu.br/index.php/revuergs/article/view/1676
Seção
NOTAS CURTAS OU COMUNICAÇÕES BREVES